Trabalhar pode ser divertido quando fazemos o que gostamos. Qual foi o local mais interessante que você já fez reunião?

Eu gosto muito de fazer reuniões em lugares diferentes, unindo o trabalho com uma experiência cultural. Há alguns anos atrás quando eu coordenava o marketing de uma empresa de pequeno porte, fazia as reuniões na cafeteria de um centro cultural no Rio de Janeiro. Após o trabalho aproveitávamos para ver as exposições em cartaz.

Muitas reuniões que faço em São Paulo são realizadas no Eataly, dentro de algum restaurante – se o cliente gostar de massa e de vinho -, na cafeteria do térreo ou nas mesas de madeira que ficam no segundo andar do próprio espaço. O lugar é bem versátil e é possível variar.

Eu já fiz reunião andando de metrô, em aeroporto, em padaria, em pracinha, em museu, em restaurante na praia e mais recentemente dentro de um trem.

Obviamente o ambiente escolhido precisa estar de acordo com o perfil do cliente – descontraído ou sério – e agregar experiências culturais que criem memórias afetivas. Pesquise sobre todas as pessoas envolvidas – seus gostos e suas preferências – e monte um roteiro que se adeque ao objetivo e que respeite o tempo planejado.

No meu caso, como o cliente era do setor cafeeiro, nada melhor do que escolher um trem Maria Fumaça que levava para conhecer a região dos Barões do Café.

A bordo de uma locomotiva a vapor fomos de Campinas até Jaguariúna – interior do estado de São Paulo – passando por fazendas de café, cachoeiras e museus das ferrovias brasileiras. Cenários deslumbrantes e muito ar puro combinados com um café servido dentro do trem e preparado com grãos selecionados das fazendas da região.

Imergir nesse cenário, conhecer mais sobre esse meio de transporte e ainda ouvir histórias enriquecedoras de profissionais dessa cidade – que foi a primeira a instalar linhas de telefone no Brasil – foi incrível.

Experiências gastronômicas alinhadas a uma bagagem cultural resulta em reuniões produtivas e criativas. A probabilidade dos objetivos serem atingidos aumenta. É possível unir o trabalho com a diversão e o conhecimento.